Regulamento Futebol Campo 2020

Versão de 17/11/2015.

Este Regulamento poderá ser alterado sempre com o objetivo de acompanhar a dinâmica e as necessidades da Organização e dos participantes do campeonato. As alterações que se fizerem necessárias serão comunicadas através do site www.lusobauru.com.br/futebol e da respectiva versão.

Capítulos

DiasHorárioIdade
Segunda e Quarta17:30 as 18:306 a 12 anos
*Terça e quinta18:00 às 19h3012 anos acima

*Novo horário /  R$ desse horário em definição.

 

I - OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO.

Artigo1º - O Campeonato Interno de Futebol de Campo tem como objetivo proporcionar a oportunidade para que através de um campeonato organizado desse esporte, estreitem-se as relações de amizade e grau de sociabilidade entre os seus participantes e familiares, bem como proporcionar uma oportunidade de manter a boa forma física.

Artigo 2º - A Organização e a Administração do Campeonato estarão sob a responsabilidade e autoridade dos Coordenadores de Equipes, Coordenadores de Categoria ou Coordenador Geral, do Diretor de Esportes e da Diretoria Executiva da A.L.B.B. em última instância.

  • § 1º - Entende-se que o sucesso do Campeonato está ligado a cada um dos participantes, na medida em que exerçam os seus direitos e cumpram as suas obrigações descritas nesse Regulamento.
  • § 2º – Para que os objetivos acima sejam viabilizados deve a Organização e a Administração do Campeonato zelar pela disciplina e buscar o máximo de rotatividade dos sócios entre as equipes a cada campeonato.

 

Artigo 3º - O Campeonato será organizado em três categorias: Livre, Veterano e Máster.

 

II – DA PARTICIPAÇÃO.

Artigo 4º - Poderão participar do Campeonato como atleta todos e quaisquer sócios do sexo masculino, em ordem com as suas obrigações estatutárias e que atendam aos critérios e exigências estabelecidas para a inscrição.

  • § 1º - Inscrever-se no site www.lusobauru.com.br ou Secretaria do clube e/ou outro local designado para tal no período hábil, cumprindo todas as exigências solicitadas, fornecendo uma foto recente 2x2 ou 3x4 (se solicitado) e pagando a taxa de inscrição prévia no ato da confirmação de inscrição.
  • § 2º - Os inscritos deverão ter idade acima de 16 anos (ou a realizar no ano da competição).
  • § 3º - Os sócios que se inscreverem após o encerramento das inscrições permanecerão em uma Lista de Espera, cuja utilização será regulamentada em capítulo específico nesse Regulamento de maneira geral ou especificamente por categorias, não sendo garantido o seu aproveitamento no Campeonato.
  • § 4º - Os Coordenadores de Equipes deverão receber convite do Coordenador do Campeonato ou Coordenadores do Campeonato, de acordo com orientações da Diretoria Executiva da ALBB tendo prioridade entre os postulantes aqueles que exerceram essa função no ano anterior e que cumpriram na totalidade seus direitos e obrigações e que se coadunem com os objetivos do Campeonato e da ALBB.

III - DA FORMAÇÃO, DENOMINAÇÃO E PATROCÍNIO DAS EQUIPES.

Artigo 5º - As equipes serão montadas utilizando-se o critério de formação de Bases compostas por um número de atletas por posição, esta chamada Base A, e outra Base composta por um número de atletas qualificados por critério técnico e/ou físico, esta chamada Base B, na reunião específica de montagem das Bases de cada categoria e escolhidos por votação dos Coordenadores de Equipes, objetivando-se o restrito equilíbrio entre elas.

  • § 1° - A cada ano deve ser estabelecido o número de jogadores Base A (que são chamados de coordenadores) que cada Coordenador de Equipe pode trazer previamente consigo na formação da sua equipe. A cada ano esse número deverá ser diminuído para atender o explicitado no § único do Artigo 1º.
  • § 2° - Outros critérios poderão ser propostos e usados desde que não firam os objetivos sociais da Associação explicitados no seu Estatuto Social e nesse documento.
  • § 3º - Após a definição das Bases B, estando de comum acordo o Colegiado de Coordenadores de Equipes quanto ao equilíbrio entre elas, poder-se-á definir a ordem de escolha das Bases através de sorteio ou outro critério definido por maioria absoluta pelos Coordenadores de Equipes.
  • § 4° - Após escolhidas ou sorteadas as Bases B pelos Coordenadores de Equipes, poderão ser propostas permutas entre jogadores da Base por jogadores remanescentes na Lista de Escolha , desde que o jogador remanescente seja conhecido pela maioria absoluta dos Coordenadores de Equipes, ou entre jogadores de Base B, segundo ordem e critérios definidos por maioria absoluta dos Coordenadores de Equipe.
  • § 5º - O complemento do número de atletas das equipes será feito através de sequências de sorteios da Lista de Escolha, cuja ordem de escolha numérica por rodada é previamente definida através do sorteio correspondente as Bases B.

 

Artigo 6º - As equipes que optarem por nome de empresas, visando a divulgação da sua marca, deverão assinar um contrato de patrocínio constando os direitos e deveres do patrocinador cujo valor mensal será definido pela Diretoria da ALBB.

  • § 1º - As equipes que não optarem por nome de empresas deverão ser nomeadas com nomes de times da primeira divisão do Campeonato Português.

IV - DAS CONDIÇÕES DE REALIZAÇÃO DOS JOGOS.

Artigo 7º - Os jogos do Campeonato poderão ser realizados às segundas, terças, quartas, quintas e sextas-feiras à noite, aos sábados no período da tarde e noite e aos domingos no período da manhã e tarde, programados conforme dia e horário da Tabela Oficial de Jogos, a qual é parte integrante desse Regulamento.

  • § 1º - Excepcionalmente, por motivos emergenciais de organização ou acomodação das fórmulas de disputa, poderão ser utilizados os horários do sábado pela manhã, nos feriados de manhã e/ou à tarde, ou mesmo durante a semana em horários noturnos.
  • § 2º - Ao ser instituído o horário de verão, todos os jogos do período da tarde, sofrerão 1 (uma) hora de atraso no seu início.
  • § 3º - No caso de chuvas que antecedem o início das rodadas as equipes devem se apresentar no local do jogo para verificarem “in loco” as condições de realização dos jogos, não devendo presumir o cancelamento do jogo o que será considerado WO, a não ser que sejam previamente avisadas pela Coordenação do Campeonato.

 

Artigo 8º - Ficará ao critério do árbitro, dos Coordenadores de Campeonato e dos Coordenadores das Equipes envolvidas, a decisão da realização/continuação dos jogos interrompidos por motivo de impraticabilidade (chuva ou fatalidade).

  • § 1º - As partidas interrompidas por impraticabilidade serão resolvidas da seguinte maneira:
    • Registra-se o resultado e tempo de jogo na paralisação, e uma nova data é agendada para a continuação do mesmo, ou por opção das equipes, poderá ser decretado o resultado final da partida o mesmo do momento da paralisação.
  • § 2º - A decisão final, daquilo que trata o caput do Artigo 8º, somente poderá ser tomada depois de transcorridos 20 minutos da paralisação, para aguardo de possível restabelecimento das condições de prática.

 

Artigo 9º - Os jogos terão duração regulamentar de três tempos de 30 minutos, com intervalo entre eles, de 5 minutos. Os tempos serão iniciados no centro de campo onde o 1º e o 2º terão saídas de jogo e campos alternados e o 3º será novamente sorteado.

Artigo 10º - Será considerada a tolerância de 10 (dez) minutos, para o início da partida cabendo ao árbitro da partida atribuir a vitória por W.O. em favor a equipe presente. Considerar-se-á como horário padrão para efeito de aplicação desse artigo, o horário da Empresa de telefonia celular VIVO.

  • § 1º - Passados os 10 minutos de tolerância dos primeiros jogos do dia de cada rodada, conforme o caput do parágrafo, estando as equipes com nº de jogadores exigidos, mínimo de 7 (sete), e o jogo não começar por delongas provocadas pelas equipes, seja por qualquer motivo, o tempo ultrapassado será descontado do tempo do 1º terço de jogo. Consideraremos para efeito da aplicação desse item os horários dos jogos estipulados na tabela do campeonato.

 

Artigo 11º - Somente terá condições de jogo a equipe que se apresentar no horário e tolerância definidas nesse regulamento com o mínimo de sete jogadores, respeitadas as demais exigências de condição de jogo. Caberá ao árbitro atribuir o W. O. à equipe adversária da equipe que não observar esse artigo.

  • § 1º - A equipe que provocar a aplicação de W.O. por infringir esse artigo será penalizada com a perda de 5 (cinco) pontos na classificação e a equipe adversária para efeito de classificação será considerada vencedora com o placar sendo o maior registrado na rodada (envolvendo as 3 categorias).
  • § 2º - A equipe que cometer dois W.O., consecutivos ou não, estará eliminada do campeonato e seus próximos jogos serão cancelados, com vitória por 3x0 para o adversário, com gol único para efeitos de artilharia a ser assinalado para seu capitão. Os resultados anteriores serão mantidos para efeito de artilharia e/ou cartões.
  • § 3º - A equipe que previamente comunicar o W.O. (com dois dias de antecedência) será considerada perdedora da partida, pelo placar de 3x0 com o gol apontado para o capitão da equipe adversária, sem efeitos de perda da pontos na classificação.

 

Artigo 12º - Terá condição de jogo o atleta que, observada as demais disposições desse regulamento, esteja devidamente uniformizado para a prática do futebol, ou seja, camisa, calções e meiões idênticos aos utilizados pelos demais atletas da sua equipe. Somente serão toleradas diferenças relativas às logomarcas de produtos esportivos e marcas de patrocinadores. A responsabilidade pelo cumprimento desse artigo é da equipe adversária e/ou do árbitro, que deverão manifestar-se até o início da partida, e não serão consideradas as reclamações posteriores.

  • § 1º - Havendo a necessidade de se diferenciar os uniformes das equipes em jogo, através do uso de coletes, usará os coletes a equipe à esquerda da tabela de jogos, cabendo ao mesário a anotação em súmula da equipe que fez uso do colete e ao Coordenador de Equipe da equipe usuária do colete a exigência da anotação.
  • § 2º - É proibido o uso de chuteiras com travas de borracha e ou alumínio nos jogos realizados em quaisquer uns dos campos, sob qualquer condição de gramado, cabendo ao árbitro a verificação e o impedimento. Somente será permitido o uso de chuteiras com travas, mas de borrachas, ao goleiro.
  • § 3º - O atleta ao ser flagrado usando chuteiras de cravos será punido com cartão amarelo e deverá trocar imediatamente as chuteiras para continuar jogando. Se persistir no uso inadequado da chuteira de cravos, será punido com cartão azul e será excluído da partida.

 

Artigo 13º - Será condição sine-qua-non para o atleta participar do jogo, estar em dia com a mensalidade, segundo as regras de adimplência do clube. As súmulas deverão conter a informação da suposta inadimplência, que será informada pelo Mesário ao Coordenador do atleta, o qual poderá efetuar o pagamento em local designado pela Secretaria do Clube, se assim proceder a referida Secretaria.

  • § 1º - O atleta que, avisado da suposta inadimplência, induzir o Coordenador da sua equipe a escalá-lo, sob o argumento de que está adimplente, mesmo que não haja má fé, e posteriormente for confirmada a sua inadimplência, será suspenso por 5 (cinco) partidas, sendo que o resultado da partida da qual participou será considerado legal.
  • § 2º - - Quando o referido nesse artigo se der nas fases eliminatórias (repescagem, play-off, semifinal e final) a equipe envolvida será eliminada, independente do resultado.

 

Artigo 14º - Só podem permanecer no banco de reservas apenas os atletas uniformizados ou não, e o Técnico da equipe. Caberá ao trio de arbitragem fazer cumprir esse artigo.

  • § 1º - Só poderá permanecer em pé, dentro dos limites da área técnica, apenas o Técnico devidamente identificado ou qualquer atleta que esteja nessa função uniformizado com colete, estando sujeitos às penalidades impostas pelo árbitro, os que não observarem o disposto nesse parágrafo.
  • § 2º - Os limites de proximidade a serem observados por jogadores, técnicos e Coordenadores quando suspensos ou excluídos de partidas serão: no campo1 além da pista de atletismo e no campo 2 fora das grades que circundam o campo na sua existência ou topo do barranco. Incorrerão em agravamento das penalidades aqueles que avisados da irregularidade se recusarem a cumprir o disposto nesse parágrafo.

 

Artigo 15º - Somente poderão participar da partida os atletas que estiverem uniformizados, chuteiras calçadas inclusive, no banco de reservas até imediatamente antes do início do 3º tempo de jogo, cabendo ao mesmo ou ao Coordenador da sua equipe anunciar a sua presença ao Mesário, o qual, verificada as condições expressas nesse artigo, dará ou não condições de jogo ao atleta.

Artigo 16º - Iniciada a partida e a mesma tendo que ser terminada por número insuficiente de atletas por uma das equipes, ou com uma das equipes se retirando de campo (por protesto ou não) seja qual for o motivo, antes de decorrido dois terços (60 minutos) de partida, implicará em perda de 5 (cinco) pontos da equipe causadora da interrupção nas tabelas de classificação geral e dos pontos da partida em jogo. Depois de transcorrido dois terços (60 minutos), não há perda de pontos na tabela de classificação e apenas perda de pontos da partida.

  • § único - Para efeito de classificação e artilharia contar-se-á o resultado das seguintes formas:
    • i) Estando vencendo a equipe prejudicada pela interrupção, manter-se-á o resultado e os artilheiros.
    • ii) Estando vencendo a equipe causadora da interrupção, à equipe prejudicada será atribuído resultado de 1X0, com o gol sendo apontado para o seu capitão.

 

Artigo 17º - É proibida a manutenção e o consumo de bebidas alcoólicas e cigarros nas dependências do banco de reservas por quaisquer pessoas autorizadas a ali estarem. Qualquer ato desse tipo por parte de atletas uniformizados ou não será penalizado com CARTÃO AZUL e no caso de técnicos a exclusão do banco nesse jogo. Cabe ao trio de arbitragem essa observação, sendo o fato obrigatoriamente registrado na súmula do jogo.

V - DAS FALTAS INDIVIDUAIS.

Artigo 18º - O atleta que cometer 5 (cinco) faltas será excluído da partida, podendo permanecer no banco de reservas e participar normalmente do próximo jogo da sua equipe.

VI - DOS COORDENADORES DE EQUIPES, ATLETAS, SEUS DIREITOS E DEVERES.

  • Artigo 19º - As equipes serão representadas pelos Coordenadores de Equipe, sócios em ordem com as suas obrigações estatutárias, convidados pelo Coordenador de Futebol Geral ou de Categoria, os quais terão as seguintes responsabilidades:
    • i) Conhecer o Estatuto Social do clube, cumprindo-o e fazendo cumpri-lo;
    • ii) Conhecer o presente Regulamento, cumprindo-o e fazendo cumpri-lo;
    • iii) Comparecer a todos os jogos da sua equipe ou se fazer representar;
    • iv) Retirar a 2ª via da súmula, após o término da partida, junto ao Mesário e fazer o controle de cartões e pontuação da sua equipe;
    • v) Fazer com que todos os participantes de sua equipe tomem conhecimento do presente regulamento e suas implicações;
    • vi) Providenciar meios que facilitem o contato dos atletas com a sua pessoa e com o Coordenador Geral ou de Categoria;
    • vii) Comparecer ou se fazer representar por qualquer membro da sua equipe ou por outro Coordenador de Equipe, às reuniões para as quais for convocado, decidindo na reunião, tomando conhecimento das decisões que possam de alguma forma alterar o rumo do Campeonato e/ou afetar a sua equipe, manifestando-se no ato, tornando-se ineficaz para quaisquer finalidades, as manifestações posteriores;
    • viii) Contribuir de forma consistente para que a disputa dentro do campo se efetue dentro dos limites da cordialidade e de acordo com os objetivos do campeonato;
    • ix)       Jogar no mínimo 30 minutos, podendo fazer constar na súmula o não cumprimento desse seu direito, não cabendo posterior desistência da ação, posteriormente. Perderá esse direito no próximo jogo a que faltar, a critério do Coordenador ou Treinador da equipe, se não avisá-lo previamente da falta;
    • x) Manter comportamento adequado às suas atribuições e responsabilidades, exigindo o mesmo comportamento das pessoas ligadas de alguma forma ao Campeonato.
    • xi) Motivar e incentivar os atletas da sua equipe a participarem dos eventos que visam arrecadar recursos para o campeonato, para a solenidade de encerramento e recursos de cunho social.
    • xii) Responsabilizar-se solidariamente junto com o patrocinador
    • xiii) Os Coordenadores das equipes terão o prazo máximo de até a quarta-feira seguinte à rodada em discussão para protocolar junto à Secretaria da ALBB ou através do Fale Conosco do site www.lusobauru.com.br/futebol qualquer impugnação referente às anotações de cartões e gols feitas em súmula pelo trio de arbitragem ou mesmo problemas referentes à condução da arbitragem, para posterior análise e deferimento. Não é permitida qualquer anotação em súmula por parte de atletas, Coordenadores e Técnicos exceto aquela descrita no Art. 22º, Inc. ix.

     

    Artigo 20º - As equipes serão formadas por sócios estatutários da ALBB, em ordem com as suas obrigações estatutárias, nesse Regulamento chamados de atletas, com os seguintes direitos/obrigações:

    • i) Obter através de avaliação médica, autorização para a prática de futebol em nível de competição de campeonato de clube, sendo de sua inteira responsabilidade o não cumprimento desse item;
    • ii) Conhecer o Estatuto Social do clube, cumprindo-o e fazendo cumpri-lo;
    • iii) Conhecer o presente Regulamento, cumprindo-o e fazendo cumpri-lo;
    • iv) Providenciar meios que facilitem o contato do Coordenador de Equipe com a sua pessoa;
    • v) Comparecer a todos os jogos de sua equipe, uniformizado para a prática de futebol, nos horários preestabelecidos, e quando não puder fazê-lo, avisar antecipadamente o seu Coordenador;
    • vi) Respeitar o colega de equipe, adversário, árbitro, representantes, torcida e funcionários do clube;
    • vii) Acatar de forma civilizada as decisões do árbitro;
    • viii) Acatar as decisões do Coordenador de Equipe ou Técnico da equipe;
    • ix) Obrigatoriamente começar jogando um dos três tempos de jogo;- O sócio que não quiser participar da partida poderá acompanhar sua equipe no banco de reservas, porem não deverá se fardar com o uniforme. O associado que estiver vestido com o uniforme deve iniciar um dos 3 tempos de jogo.

      - Dessa forma, o associado deve iniciar um dos 3 tempos de partida, tendo o direito de participar da partida 30 minutos corridos (na categoria Sênior, 20 munitos). Abre mão do seu direito aquele que aceitar ser substituído ou sair em função de lesão. O coordenador ou o treinador de equipe não é obrigado a colocá-lo em outros tempos para repor o tempo perdido, não cabendo mais reclamações posteriores sobre o assunto.

      - Independente de falta na partida anterior, se o associado foi ao clube ele terá obrigatoriamente que iniciar um dos 3 tempos de jogo.

    • x) Apresentar quaisquer reclamações sobre o Campeonato sempre por escrito e dirigida ao Coordenador de Geral do Campeonato ou Coordenador de Categoria;
    • § 1º - O atleta poderá ser cortado da equipe, a critério do seu Coordenador, se deixar de comparecer a 3 consecutivas sem justificativa.
    • § 2º - O atleta inscrito ao completar 3 (três) meses de inadimplência será automaticamente cortado pela Secretaria da ALBB.

     

    Artigo 21º - A equipe que infringir o Artigo 20º alínea ix, devidamente consumada em súmula perderá os pontos em disputa na partida e dois pontos na tabela de classificação ou regra de pontuação, qualquer que seja a fase do Campeonato;

VII - DOS CARTÕES E SUAS CONSEQUÊNCIAS.

  • Artigo 22º - Nas infrações desportivas relevantes serão aplicados ao infrator cartões amarelos, azuis e vermelhos com as suas conseqüências diretas descritas adiante, sem prejuízo das demais sanções aplicáveis por outras instancias desse regulamento e estatutárias decorrentes de relatórios dos árbitros.
    • § 1º - Independente da cor do cartão, o que caracteriza uma série de cartões, com implicações suspensivas automáticas por uma partida, sem prejuízos de agravos decorrentes de relatórios dos árbitros, é o que se segue:
      • i) 3 (três) cartões amarelos;
      • ii) 2 (dois) carões azuis (Master e Sênior);
      • iii) 1 (um) cartão vermelho.
    • § 2º - Ao receber o cartão azul, o atleta estará eliminado da partida, porém, poderá ser substituído.
    • § 3º - Os atletas que receberem cartão azul e/ou vermelho não poderão permanecer no banco de reservas, e deverão observar o § 2° do Art. 14°, sob pena de agravamento da punição.

    Artigo 23º - As séries de cartões amarelos não serão cumulativas, assim o atleta cumprirá a suspensão de uma partida a cada três cartões tomados, podendo esta ser substituída pela taxa de R$ 30,00.

     

    Artigo 24º - A pena de suspensão será cumprida na(s) partida(s) imediatamente seguinte(s) àquela(s) na qual foi completada a série de cartões. Considera-se partida imediatamente seguinte, aquela prevista na Tabela de Jogos, após a partida em que o atleta completou a série (em caso de adiamento de jogo ou rodada da partida de suspensão, a mesma deverá ser cumprida na partida seguinte conforme Tabela de Jogos e não na partida adiada). No caso de possível W.O. de uma das equipes: à equipe ganhadora, computar-se-á como cumprimento da suspensão e no caso de adiamento da partida o cumprimento se dará na rodada seguinte (subsequente ao cartão). Caso a equipe que aplique o W.O. tenha jogadores para cumprir suspensão perderá essa faculdade, passando a suspensão para a rodada seguinte, ou seja, na partida do W.O. a suspensão não será considerada cumprida (a suspensão). Se houver W.O. das duas equipes, aquela(s) que tiver(em) jogadores para cumprir suspensão perderá essa faculdade, passando a suspensão para a rodada seguinte.

    • § 1º - Durante todas as fases da competição, o atleta que completar a série de 3 cartões amarelos, poderá substituir a suspensão na partida subsequente de sua equipe, por uma taxa de pagamento pré estabelecida pela Coordenação de Campeonato. O jogador que optar pelo pagamento da taxa em substituição à suspensão pela série de três cartões amarelos deverá adotar o seguinte procedimento para facilitar o cumprimento dessa norma regulamentar para as partes:
      • 1º)  O pagamento em espécie ou cheque (R$ 30,00) que deverá ser feito ao mesário antes do início do jogo;
      • 2º) Não será cobrado o 3º cartão amarelo, nos termos do artigo 29, que gerou a suspensão no caso do atleta optar pela taxa. Demais cartões serão cobrados se for o caso.

     

    Artigo 25º - O cumprimento da suspensão automática é de responsabilidade exclusiva de cada equipe, desde que o impedimento esteja apontado na súmula do jogo a ser realizado e/ou site oficial do campeonato. O Coordenador ou seu representante, que decidir colocar o atleta suspenso em jogo, terá os pontos do jogo perdidos, a não ser que se comprove erro de controle da Coordenação do Campeonato, sendo considerado como resultado final da partida para efeito de classificação, 1x0 para a equipe adversária, com o gol sendo apontado para o capitão da equipe vencedora se a equipe infratora tiver vencido a partida e caso tiver perdido, manter-se-á o resultado e artilheiros. Nesse caso a punição passa para a rodada seguinte. Se por erro de controle da Coordenação, jogador identificado como suspenso pelo controle do Coordenador de Equipe, não estiver impedido em súmula e o mesmo não jogar, será considerada cumprida a penalidade.

    Artigo 26º - Os participantes do Campeonato, que tem funções em mais de uma categoria, por exemplo, jogador em uma categoria e técnico ou coordenador em outra, sofrerão as punições somente nas suas funções específicas, exceto se infringirem os artigos do capítulo IX deste regulamento, cujas penalidades serão aplicadas em todas as funções que o participante executa no Campeonato.

    • § Únicoº: Os goleiros que por ventura entejam atuando em outras categorias (não referentes a sua inscrição) na qualidade de Banco de Goleiros, não terão os cartões amarelos ou azuis somados a sua principal categoria, porém as punições disciplinares impostas pelo cartão vermelho acarretarão em suspensão em sua categoria logo na partida subsequente (ainda que na mesma rodada) e o cartão será computado.

     

    Artigo 27º - Em hipótese alguma haverá anulação de cartões na passagem de uma fase para outra do Campeonato.

    Artigo 28º - Além das suspensões descritas nos artigos anteriores, o atleta que receber cartões será "multado" por cartão recebido, conforme alíneas abaixo e o montante arrecadado será destinado durante o transcorrer do Campeonato ao pagamento dos gandulas e no encerramento do Campeonato o total, se sobrar, será revertido para compra de alimentos que serão distribuídos para entidades assistenciais definidas pela Coordenação do campeonato.

    • i) Cartão Amarelo = R$ 2,00 por cartão;
    • ii) Cartão Azul = R$ 5,00 por cartão;
    • iii) Cartão Vermelho = R$ 10,00 por cartão;
    • § único - O pagamento da multa deverá ser feito para o mesário, antes do início da próxima participação do atleta em partida a ser realizada após ter tomado o cartão. O não pagamento poderá se constituir, a critério da Coordenação do Campeonato, em fator impeditivo para participação na partida.

VIII – DA RELAÇÃO COM A ARBITRAGEM.

  • Dos árbitros.
    • a) O árbitro é a autoridade máxima dentro do gramado.
    • b) A súmula é o documento fiável, no qual se deve basear a Comissão de Julgamento para a aplicação das penalidades previstas nesse Regulamento.
    • c) Cabe ao árbitro usar dos seus recursos específicos, cartões e relato em súmula, como instrumentos para garantir a disciplina durante o transcorrer da partida, não devendo em hipótese alguma revidar xingamentos e agressões sob pena de sofrer penalidades a critério da Coordenação do Campeonato de Futebol.
    • d) As evidências de desonestidade, de abuso de autoridade e desempenho técnico fraco, com implicações em resultados por parte do trio de arbitragem, se procedentes, serão penalizadas pela Coordenação do Campeonato conforme a gravidade do caso.

     

    Dos atletas, coordenadores e técnicos.

    • a) O atleta, o Coordenador de Equipe e o técnico são antes de tudo sócios da ALBB, com direitos e obrigações de conduta garantidos pelo Estatuto Social que se sobrepõem a esse Regulamento e às peculiaridades e características do jogo de futebol enfatizando-se que o Campeonato de Futebol realiza-se dentro do âmbito social do Clube;
    • b) Mesmo em caso de mau desempenho técnico do árbitro, nenhum atleta tem o direito de pretensamente fazer justiça com as próprias mãos agredir elementos do trio de arbitragem ou ofende-los moralmente ou xingá-los, seja durante a partida ou fora das circunstancias imediatas do jogo em que participou, no âmbito do Clube.

IX - DOS RELATÓRIOS DOS ÁRBITROS E SUAS CONSEQUÊNCIAS.

  • Artigo 29º - Todas as punições disciplinares serão julgadas pela Comissão de Direito Desportivo (CDD – OAB Bauru), entidade parceira da ALBB na condução e julgamento das penalidades, cujo código de conduta e artigos são baseados no CJBD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva, disponível na internet).

    Artigo 30º - As datas de julgamento e defesa serão estipuladas pela CDD e informadas pelos Coordenadores de Campeonato aos respectivos atletas ou Coordenadores de Equipe, sendo que a defesa poderá ser feita por qualquer associado (companheiro de equipe ou não), podendo ser acompanhado por um advogado, sendo o seu resultado informado ao associado e/ou representante e colocado em mural de avisos na sede do clube.

    Artigo 31º - A não participação ao julgamento (sem defesa) acarretará em consentimento da penalidade imposta, sendo passível apenas a interposição de recurso escrito, a ser formalizado dentro do prazo de 72 horas após a divulgação do julgamento, no valor de R$ 500,00 e sem efeito suspensivo até o novo julgamento (que deverá ser respondido formalmente em no máximo 30 dias após sua formalização).

    • Únicoº- A penalidade que não puder ser cumprida nesse Campeonato, a será no próximo Campeonato Interno de Futebol do ano seguinte (seja ele Society, Futebol de Campo ou Futsal, que o associado se inscreva).

    Artigo 32º - Fica a critério da Coordenação do Campeonato, com denuncia por escrito de qualquer associado inscrito ou não no Campeonato, a investigação, conforme Estatuto da ALBB ou Regulamento do Campeonato, do atos dos demais associados inscritos no Campeonato que fora do campo de jogo, desrespeitar o estatuto do clube, como também o regulamento do campeonato, encaminhando o resultado para a Diretoria Executiva do Clube para apreciação final. Os associados participantes do campeonato que tenham alguma sugestão, crítica ou reclamações referentes a quaisquer assuntos acerca do Campeonato de forma geral, podem (e o devem) fazer por escrito e encaminhar a Coordenação do Campeonato para análise e possíveis providências.

X - OUTRAS ATITUDES INDISCIPLINARES RELATADAS EM SÚMULAS.

  • Nas ocorrências de jogadas violentas com o intuito de atingir o adversário, devidamente caracterizadas, colocando em risco sua integridade física, a punição ao infrator ficará dependente da avaliação dos seguintes fatores:
    • a. Conseqüências do fato para a continuação da partida.
    • b. Gravidade da lesão do jogador atingido, se houver.
    • c. Histórico do jogador infrator, se houver.

    Poderá a Comissão de Julgamento apenar o infrator com punições que poderão ir da eliminação do Campeonato a penas com período determinado e/ou vincular as punições ao tempo de restabelecimento do atleta atingido sem prejuízo das demais penalidades previstas neste regulamente, seja ao atleta infrator como à equipe e ao coordenador.

     

XI - OUTRAS ATITUDES INDISCIPLINARES RELATADAS OU NÃO EM SÚMULAS.

  • Artigo 33º - Ofensa e/ou xingamento à pessoa que pertença á Direção, Coordenação e ou Organização do Campeonato, por qualquer meio, decorrente das suas atividades na condução do campeonato, será punida com a suspensão de 3 jogos, sem prejudicar a possibilidade de punições estatutárias que se fizerem necessárias.

    Artigo 34º - As atitudes indisciplinares reveladas através dos vídeos de qualquer natureza, serão punidas conforme a gravidade, a critério da Comissão Direito Desportivo (CDD) ou até mesmo instaurar uma sindicância para apuração das ocorrências, podendo se agravarem em relação ao presente documento, por prejudicar publicamente a Associação

XII - LISTA DE ESPERA.

  • Artigo 35º - A lista de espera será formada por sócios que fizerem a inscrição após o encerramento oficial das inscrições atendendo os requisitos necessários, incluindo o pagamento da inscrição (que é devolvido em caso de não participação), uma vez que não há a garantia de participação.
    • § 1º - A lista de espera será encerrada no dia XX/XX/XXXX (30 dias antes da última ou única escolha da lista).
    • § 2º - As datas de escolha estão definidas para os dias XX/XX/XXXX na Categoria Livre, XX/XX/XXXX na categoria Veterano e XX/XX/XXXX na categoria Master.
    • § 3º - Os jogadores inscritos na Lista de Espera serão classificados primeiro pela data de inscrição (só entrarão o mesmo número de jogadores cortados) e segundo por sua a sua condição técnica e/ou física a critério dos Coordenadores de equipes, conforme classificação usada no processo de escolha da montagem das equipes antes do início do campeonato.
    • § 4° - Coordenadores, jogadores da Base A e escolhidos por sorteio cortados, poderão ser substituídos por quaisquer jogadores em lista de espera independente da posição, com a exceção explicitada no Art. 42°.
    • § 5° - Jogadores classificados como Base B no processo de montagem das equipes só poderão ser substituídos, se cortados, por jogadores classificados como B na Lista de Espera.

XIII - FÓRMULA DE DISPUTA DA CATEGORIA MÁSTER.

    1. I) Fase Classificatória.

    Fase Classificatória será disputada em 2 (dois) turnos, todos contra todos, posicionando-se as equipes na Tabela de Pontuação Geral conforme sistema de contagem de pontos e critérios de desempate na pontuação, abaixo:

    • Vitória = 3 pontos;
    • Empate sem gol = 1 ponto;
    • WO = -5 pontos.

    Critérios de desempates

    • 1º Maior número de vitórias;
    • 2º Saldo de gols;
    • 3º Melhor ataque;
    • 4º Somatória dos gols nos confrontos diretos entre as equipes, posicionando-se em vantagem a equipe com maior n. º de gols;
    • 5º Sorteio.

    Classificam-se diretamente para a Fase Playoff as 2 equipes primeiras classificadas nessa fase, que constituíram o G2.

    1. II) Repescagem

    A repescagem será decidida entre as equipes classificadas do 3º ao 14º lugar, em dois jogos no seguinte emparceiramento:

    3º X 14º / 4º X 13º / 5º X 12º / 6º X 11º / 7º X 10º e 8º X 9º.

    Aplicar-se-á nesta fase o critério “melhor de três pontos" que sagrará a equipe classificada para a Fase de Play-offs, com as seguintes ressalvas: no caso de empate nos dois jogos passa para a final a equipe melhor classificada na Fase Classificatória. No caso de uma vitória de cada equipe passará para fase de Playoffs as equipes com maior saldo de gols nos dois jogos entre si, nesta etapa da competição. Ocorrendo empate no saldo de gols passará a equipe melhor classificadas na Fase de Classificação.

    III) Fase Playoff.

    A fase Playoffs será disputada em dois jogos, exceto se houver cancelamento da 1ª rodada dessa fase por motivos alheios à vontade da Coordenação, pelos times do G4 previamente classificados e as quatro equipes remanescentes da Repescagem no seguinte emparceiramento:

    • 1º colocado(G2) X Pior colocado da Fase Classificatória, que passar da Repescagem.
    • 2º colocado(G2) X 5º Melhor colocado da Fase Classificatória que passar da Repescagem.
    • Melhor colocado da Fase Classificatória que passar da Repescagem X 4º Melhor colocado da Fase Classificatória que passar da Repescagem.
    • 2º Pior melhor da Fase Classificatória que passar da Repescagem X 3º Melhor colocado da Fase Classificatória que passar da Repescagem.

    Aplicar-se-á nesta fase o critério “melhor de três pontos" que sagrará a equipe classificada para a fase deSemifinais, com as seguintes ressalvas: no caso de empate nos dois jogos passa para a final a equipe melhor classificada na Fase Classificatória. No caso de uma vitória de cada equipe passará para fase de Playoffs as equipes com maior saldo de gols nos dois jogos entre si, nesta etapa da competição. Ocorrendo empate no saldo de gols passará a equipe melhor classificada na Fase de Classificação.

    1. IV) Fase Semifinal.

    Jogarão a Fase Semifinal as quatro equipes que passarem pelo Playoff em duas (2) partidas com o seguinte cruzamento:

    • 1º jogo: Equipe melhor classificada na Fase de Classificação dentre todas que passarem pelo Playoff X Equipe pior classificada na Fase de Classificação dentre todas que passarem pelo Playoff.
    • 2º jogo: Entre as duas Equipes restantes que passaram pelo Playoff.

    Aplicar-se-á nesta fase o critério “melhor de três pontos" que sagrará a equipe classificada para a fase deSemifinais, com as seguintes ressalvas: no caso de empate nos dois jogos passa para a final a equipe melhor classificada na Fase Classificatória. No caso de uma vitória de cada equipe passará para fase de Playoffs as equipes com maior saldo de gols nos dois jogos entre si, nesta etapa da competição. Ocorrendo empate no saldo de gols passará a equipe melhor classificada na Fase de Classificação.

    1. V) Fase Final.

    Fase Final será disputada em uma partida, entre as equipes classificadas na Fase Semifinal, sem vantagens advindas de fases anteriores. No caso dessa partida terminar empatada o título do Campeonato de 2016 será decidido através de cobranças de penalidades, sendo a 1ª sequencia de 5 tiros alternados entre os times e após, persistindo o empate, sequencia alternada até que haja o desempate. Poderão participar da cobrança das penalidades todos os atletas em súmula que adquiriram condição de jogo.

XIII - FÓRMULA DE DISPUTA DA CATEGORIA MÁSTER.

    1. I) Fase Classificatória.

    Fase Classificatória será disputada em 2 (dois) turnos, todos contra todos, posicionando-se as equipes na Tabela de Pontuação Geral conforme sistema de contagem de pontos e critérios de desempate na pontuação, abaixo:

    • Vitória = 3 pontos;
    • Empate sem gol = 1 ponto;
    • WO = -5 pontos.

    Critérios de desempates

    • 1º Maior número de vitórias;
    • 2º Saldo de gols;
    • 3º Melhor ataque;
    • 4º Somatória dos gols nos confrontos diretos entre as equipes, posicionando-se em vantagem a equipe com maior n. º de gols;
    • 5º Sorteio.

    Classificam-se diretamente para a Fase Playoff as 2 equipes primeiras classificadas nessa fase, que constituíram o G2.

    1. II) Repescagem

    A repescagem será decidida entre as equipes classificadas do 3º ao 14º lugar, em dois jogos no seguinte emparceiramento:

    3º X 14º / 4º X 13º / 5º X 12º / 6º X 11º / 7º X 10º e 8º X 9º.

    Aplicar-se-á nesta fase o critério “melhor de três pontos" que sagrará a equipe classificada para a Fase de Play-offs, com as seguintes ressalvas: no caso de empate nos dois jogos passa para a final a equipe melhor classificada na Fase Classificatória. No caso de uma vitória de cada equipe passará para fase de Playoffs as equipes com maior saldo de gols nos dois jogos entre si, nesta etapa da competição. Ocorrendo empate no saldo de gols passará a equipe melhor classificadas na Fase de Classificação.

    III) Fase Playoff.

    A fase Playoffs será disputada em dois jogos, exceto se houver cancelamento da 1ª rodada dessa fase por motivos alheios à vontade da Coordenação, pelos times do G4 previamente classificados e as quatro equipes remanescentes da Repescagem no seguinte emparceiramento:

    • 1º colocado(G2) X Pior colocado da Fase Classificatória, que passar da Repescagem.
    • 2º colocado(G2) X 5º Melhor colocado da Fase Classificatória que passar da Repescagem.
    • Melhor colocado da Fase Classificatória que passar da Repescagem X 4º Melhor colocado da Fase Classificatória que passar da Repescagem.
    • 2º Pior melhor da Fase Classificatória que passar da Repescagem X 3º Melhor colocado da Fase Classificatória que passar da Repescagem.

    Aplicar-se-á nesta fase o critério “melhor de três pontos" que sagrará a equipe classificada para a fase deSemifinais, com as seguintes ressalvas: no caso de empate nos dois jogos passa para a final a equipe melhor classificada na Fase Classificatória. No caso de uma vitória de cada equipe passará para fase de Playoffs as equipes com maior saldo de gols nos dois jogos entre si, nesta etapa da competição. Ocorrendo empate no saldo de gols passará a equipe melhor classificada na Fase de Classificação.

    1. IV) Fase Semifinal.

    Jogarão a Fase Semifinal as quatro equipes que passarem pelo Playoff em duas (2) partidas com o seguinte cruzamento:

    • 1º jogo: Equipe melhor classificada na Fase de Classificação dentre todas que passarem pelo Playoff X Equipe pior classificada na Fase de Classificação dentre todas que passarem pelo Playoff.
    • 2º jogo: Entre as duas Equipes restantes que passaram pelo Playoff.

    Aplicar-se-á nesta fase o critério “melhor de três pontos" que sagrará a equipe classificada para a fase deSemifinais, com as seguintes ressalvas: no caso de empate nos dois jogos passa para a final a equipe melhor classificada na Fase Classificatória. No caso de uma vitória de cada equipe passará para fase de Playoffs as equipes com maior saldo de gols nos dois jogos entre si, nesta etapa da competição. Ocorrendo empate no saldo de gols passará a equipe melhor classificada na Fase de Classificação.

    1. V) Fase Final.

    Fase Final será disputada em uma partida, entre as equipes classificadas na Fase Semifinal, sem vantagens advindas de fases anteriores. No caso dessa partida terminar empatada o título do Campeonato de 2016 será decidido através de cobranças de penalidades, sendo a 1ª sequencia de 5 tiros alternados entre os times e após, persistindo o empate, sequencia alternada até que haja o desempate. Poderão participar da cobrança das penalidades todos os atletas em súmula que adquiriram condição de jogo.

XIV - FÓRMULA DE DISPUTA DA CATEGORIA LIVRE.

    1. I) Fase Classificatória.

    Fase Classificatória será disputada em 2 (DOIS) turnos, todos contra todos, posicionando-se as equipes na Tabela de Pontuação Geral conforme sistema de contagem de pontos e critérios de desempate na pontuação, abaixo:

    • Vitória = 3 pontos;
    • Empate sem gol = 1 ponto;
    • WO = -5 pontos.

    Critérios de desempates

    • 1º Maior número de vitórias;
    • 2º Saldo de gols;
    • 3º Melhor ataque;
    • 4º Somatória dos gols nos confrontos diretos entre as equipes, posicionando-se em vantagem a equipe com maior n. º de gols;
    • 5º Sorteio.

    Classificam-se diretamente para a Fase Playoff as 6 equipes primeiras classificadas nessa fase.

    1. II) Repescagem

    A repescagem será decidida entre as equipes classificadas do 7º ao 10º lugar, em jogos únicos no seguinte emparceiramento:

    7º x 10º e 8º x 9º.

    Ocorrendo empate no saldo de gols passará a equipe melhor classificadas na Fase de Classificação.

    III) Fase Playoff.

    A fase Playoffs será disputada em dois jogos, exceto se houver cancelamento da 1ª rodada dessa fase por motivos alheios à vontade da Coordenação, pelos times do G4 previamente classificados e as quatro equipes remanescentes da Repescagem no seguinte emparceiramento:

    • 1º colocado(G4) X Pior colocado da Fase Classificatória, que passar da Repescagem.
    • 2º colocado(G4) X 2º Pior colocado da Fase Classificatória que passar da Repescagem.
    • 3º colocado(G4) X 4º colocado da Fase Classificatória.
    • 4º colocado(G4) X 5º colocado da Fase Classificatória.

    Aplicar-se-á nesta fase o critério “melhor de três pontos" que sagrará a equipe classificada para a fase de Semifinais, com as seguintes ressalvas: no caso de empate nos dois jogos passa para a final a equipe melhor classificada na Fase Classificatória. No caso de uma vitória de cada equipe passará para fase de Playoffs as equipes com maior saldo de gols nos dois jogos entre si, nesta etapa da competição. Ocorrendo empate no saldo de gols passará a equipe melhor classificada na Fase de Classificação.

    1. IV) Fase Semifinal.

    Jogarão a Fase Semifinal as quatro equipes que passarem pelo Playoff em duas (2) partidas com o seguinte cruzamento:

    • 1º jogo: Equipe melhor classificada na Fase de Classificação dentre todas que passarem pelo Playoff X Equipe pior classificada na Fase de Classificação dentre todas que passarem pelo Playoff.
    • 2º jogo: Entre as duas Equipes restantes que passaram pelo Playoff.

    Aplicar-se-á nesta fase o critério “melhor de três pontos" que sagrará a equipe classificada para a fase de Final, com as seguintes ressalvas: no caso de empate nos dois jogos passa para a final a equipe melhor classificada na Fase Classificatória. No caso de uma vitória de cada equipe passará para fase de Playoffs as equipes com maior saldo de gols nos dois jogos entre si, nesta etapa da competição. Ocorrendo empate no saldo de gols passará a equipe melhor classificada na Fase de Classificação.

    1. V) Fase Final.

    Fase Final será disputada em uma partida, entre as equipes classificadas na Fase Semifinal, sem vantagens advindas de fases anteriores. No caso dessa partida terminar empatada o título do Campeonato de 2016 será decidido através de cobranças de penalidades, sendo a 1ª sequencia de 5 tiros alternados entre os times e após, persistindo o empate, sequencia alternada até que haja o desempate. Poderão participar da cobrança das penalidades todos os atletas em súmula que adquiriram condição de jogo.

XV - FÓRMULA DE DISPUTA DA CATEGORIA VETERANO.

  1. I) Fase Classificatória.

Fase Classificatória será disputada em 2 (DOIS) turnos, todos contra todos, posicionando-se as equipes na Tabela de Pontuação Geral conforme sistema de contagem de pontos e critérios de desempate na pontuação, abaixo:

  • Vitória = 3 pontos;
  • Empate sem gol = 1 ponto;
  • WO = -5 pontos.

Critérios de desempates

  • 1º Maior número de vitórias;
  • 2º Saldo de gols;
  • 3º Melhor ataque;
  • 4º Somatória dos gols nos confrontos diretos entre as equipes, posicionando-se em vantagem a equipe com maior n. º de gols;
  • 5º Sorteio.

Classificam-se diretamente para a Fase Playoff as 6 equipes primeiras classificadas nessa fase.

  1. II) Repescagem

A repescagem será decidida entre as equipes classificadas do 7º ao 10º lugar, em jogos únicos no seguinte emparceiramento:

7º x 10º e 8º x 9º.

Ocorrendo empate no saldo de gols passará a equipe melhor classificadas na Fase de Classificação.

III) Fase Playoff.

A fase Playoffs será disputada em dois jogos, exceto se houver cancelamento da 1ª rodada dessa fase por motivos alheios à vontade da Coordenação, pelos times do G4 previamente classificados e as quatro equipes remanescentes da Repescagem no seguinte emparceiramento:

  • 1º colocado(G4) X Pior colocado da Fase Classificatória, que passar da Repescagem.
  • 2º colocado(G4) X 2º Pior colocado da Fase Classificatória que passar da Repescagem.
  • 3º colocado(G4) X 4º colocado da Fase Classificatória.
  • 4º colocado(G4) X 5º colocado da Fase Classificatória.

Aplicar-se-á nesta fase o critério “melhor de três pontos" que sagrará a equipe classificada para a fase de Semifinais, com as seguintes ressalvas: no caso de empate nos dois jogos passa para a final a equipe melhor classificada na Fase Classificatória. No caso de uma vitória de cada equipe passará para fase de Playoffs as equipes com maior saldo de gols nos dois jogos entre si, nesta etapa da competição. Ocorrendo empate no saldo de gols passará a equipe melhor classificada na Fase de Classificação.

  1. IV) Fase Semifinal.

Jogarão a Fase Semifinal as quatro equipes que passarem pelo Playoff em duas (2) partidas com o seguinte cruzamento:

  • 1º jogo: Equipe melhor classificada na Fase de Classificação dentre todas que passarem pelo Playoff X Equipe pior classificada na Fase de Classificação dentre todas que passarem pelo Playoff.
  • 2º jogo: Entre as duas Equipes restantes que passaram pelo Playoff.

Aplicar-se-á nesta fase o critério “melhor de três pontos" que sagrará a equipe classificada para a fase de Final, com as seguintes ressalvas: no caso de empate nos dois jogos passa para a final a equipe melhor classificada na Fase Classificatória. No caso de uma vitória de cada equipe passará para fase de Playoffs as equipes com maior saldo de gols nos dois jogos entre si, nesta etapa da competição. Ocorrendo empate no saldo de gols passará a equipe melhor classificada na Fase de Classificação.

  1. V) Fase Final.

Fase Final será disputada em uma partida, entre as equipes classificadas na Fase Semifinal, sem vantagens advindas de fases anteriores. No caso dessa partida terminar empatada o título do Campeonato de 2016 será decidido através de cobranças de penalidades, sendo a 1ª sequencia de 5 tiros alternados entre os times e após, persistindo o empate, sequencia alternada até que haja o desempate. Poderão participar da cobrança das penalidades todos os atletas em súmula que adquiriram condição de jogo.

XVI - COMUNICAÇÃO.

O endereço www.lusobauru.com.br/futebol é o local oficial onde o participante do campeonato deve obter a informação oficial a respeito do campeonato. Tabela, classificação, artilharia, cartões suspensões, lista de espera e informações de interesse geral.

Dessa forma a coordenação do campeonato não se responsabilizará por informações que possam eventualmente trazer prejuízos às equipes participantes obtidas em outros canais de informação.

XVII - GLOSSÁRIO

  • Maioria absoluta: Maioria absoluta é definida como mais que a metade do número total de indivíduos que compõe o grupo. Também pode ser explicada como sendo a metade do número total de indivíduos que compõe o grupo mais um ou mais meio. Assim sendo, caso o grupo tenha 40 integrantes, a maioria absoluta será 21 (metade mais um), enquanto que se o grupo tiver 41 integrantes, a maioria absoluta também corresponderá a 21 (metade mais meio, já que a metade de 41 é 20,5).
  • Impraticabilidade: Condição climática, psicológica, iluminação artificial ou natural, de gramado e outras que impeçam a continuidade do jogo.
  • W.O. : O W.O. ou Walkover (em inglês) é a atribuição de uma vitória a uma equipe ou competidor quando a equipe adversária está impossibilitada de competir. Isto pode acontecer devido a não existência de um número mínimo de esportistas necessários para uma partida, desqualificação, não-apresentação de uma equipe na data e hora estabelecidas, entre outros.
  • Coordenador de Equipe: Sócio inscrito ou não no Campeonato que assume a responsabilidade de coordenar uma da equipes inscritas no campeonato com direitos e deveres descritos no Capítulo VI.

Regulamento Disciplinar de Desportos da ALBB

Para fins de agravo de punição mediante fatos ocorridos nas atividades desportivas realizadas na ALBB, tem-se por documento fiel, as súmulas e relatórios da arbitragem, e/ou coordenação de modalidade, além de possíveis imagens (foto ou vídeo) que possam servir como base ou prova fiel aos relatórios e relatos apresentados.

Segue abaixo possíveis atitudes e seus agraves:

A) Em relação aos colegas e/ou adversários:

Art 1º: Ameaça, por palavra, escrito, gestos ou por qualquer outro meio, a causar-lhe mal injusto ou grave. PENA: 1 partida

Art 2º: Ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto (ofensa acintosa ou xingamentos). PENA: 2 Partidas para o causador e 1 partida em caso de revide.

Art 3º: Atitude desleal ao desporto (jogada violenta, com ou sem a intenção de atingir). PENA: 2 Partidas para o causador.

Art 4º: Praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente (em disputa de jogo – caracterizada por: soco, pontapé, cotovelada, cabeçada ou cusparada). PENA: 4 Partidas para o causador e 2 partidas em caso de revide.

Art 5º: Praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente (fora da disputa de jogo – caracterizada por: soco, pontapé, cotovelada, cabeçada ou cusparada). PENA: 7 Partidas para o causador e 4 partidas em caso de revide.

§Único: como disposto acima a nível de conhecimento, o REVIDE será caracterizado e apenado conforme disposto nos Artigos acima.

B) Em relação a arbitragem:

Art 6º: Ameaça, por palavra, escrito, gestos ou por qualquer outro meio, a causar-lhe mal injusto ou grave. PENA: 1 partida

Art 7º: Ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto (ofensa acintosa ou xingamentos). PENA: 2 Partidas.

Art 8º: Praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente (caracterizada por: empurrão, soco, pontapé, cotovelada, cabeçada ou cusparada). PENA: Eliminação do Torneio/Campeonato.

C) Das situações de jogo:

Art 9º: Invadir, enquanto suspenso, o local destinado à equipe de arbitragem, ou o local da partida (campo/quadra/arquibancadas), durante sua realização, inclusive no intervalo regulamentar. PENA: 1 Partida (considera-se invasão o ingresso nos locais mencionados no caput sem a necessária autorização).

D) Da relação com a Coordenação de modalidade, Diretoria:

Art 10º: Ofensa e/ou xingamento à pessoa que pertença á Direção, Coordenação e ou Organização do Campeonato, por qualquer meio, decorrente das suas atividades na condução do campeonato. PENA: 3 jogos.

Art 11º: As atitudes indisciplinares reveladas através dos vídeos de qualquer natureza, serão punidas conforme a gravidade, a critério da Coordenação de Campeonato ou até mesmo instaurar uma sindicância para apuração das ocorrências.

Seja um sócio Luso

Faça parte dessa história

Mobsite - Tecnologia para sites ©